Ovo em pó (desidratado): é possível?

Entenda como é fabricado o ovo desidratado e se é possível contar com esse alimento no seu dia a dia!


O ovo é um alimento extremamente nutritivo. Rico em proteínas de alto valor biológico, além de vitaminas como A, D, E e minerais como ferro e fósforo, esse é um produto que é bastante valorizado em uma alimentação balanceada.

A sua versatilidade na cozinha também é uma característica muito valorizada, especialmente por indústrias alimentícias e por quem precisa manter uma dieta hiperproteica. Mas usar o ovo in natura regularmente pode ser uma dificuldade para quem precisa manipular esse alimento em grandes volumes.

Por conta disso, o ovo desidratado surge como uma opção muito interessante. Mas é possível trabalhar com esse tipo de alimento? Como ele é fabricado?

O uso do ovo in natura e seus riscos

Quem tem o hábito de usar ovo regularmente em sua rotina de cozinha sabe o quão importante é o cuidado com a integridade física, transporte e armazenamento do mesmo. O motivo? O ovo é um dos alimentos mais favoráveis para o desenvolvimento de microorganismos patogênicos, especialmente quando não existe cuidado relacionados à segurança alimentar na rotina de produção do mesmo.

O ovo é, por exemplo, responsável por infecções alimentares gravíssimas como a salmonella e, por isso, todo cuidado é pouco na hora de comprá-lo, manuseá-lo e prepará-lo.

Ovo desidratado: isso existe?

O ovo desidratado foi uma das soluções encontradas pela indústria alimentícia para enfrentar os desafios impostos pela segurança alimentar referente a esse alimento. O processamento do ovo, aliás, existe para qualquer parte do ovo (clara, gema ou o produto inteiro) ou até mesmo de sua casca, que também pode ser usada na preparação de alimentos e produtos destinados ao consumo humano.

Esse tipo de ovo, em pó, portanto, existe sim!

O ovo desidratado e por que ele foi criado

Esse tipo de ovo desidratado foi criado nos Estados Unidos, ainda no início do século XX, mas ele realmente só ganhou visibilidade e sucesso em vários cantos do mundo (e até aqui no Brasil), na década de 80.

O ovo desidratado foi utilizado para alimentar populações nos períodos de racionamento da Segunda Guerra Civil e também soldados, que se beneficiavam da facilidade de transporte, armazenamento e preparo desse tipo de produto nos campos de batalha.

No Brasil, o sucesso do ovo desidratado começou com as indústrias alimentícias, restaurantes e lanchonetes, que se beneficiavam do uso desse alimento prático em grandes volumes, para dar mais vazão e rendimento para suas receitas. Não demorou muito para que as pessoas físicas percebessem as vantagens que esse tipo de alimento ofereceriam para sua rotina em casa.

De maneira geral, o ovo desidratado é um alimento produzido a partir do ovo pasteurizado (inteiro, só a clara ou só a gema), que passa por uma outra etapa de processamento chamada de Spray drying. O produto final é um alimento em pó com baixíssima umidade, mas que mantém os mesmos valores nutricionais, de aroma e sabor do alimento in natura.

Vantagens dos ovos desidratados

Os ovos desidratados podem oferecer muitas vantagens para quem opta por usá-los. Algumas delas são:

  • Facilidade de estocagem e armazenamento;

  • Maior tempo de validade (pode variar de 1 ano a 2 anos);

  • Segurança alimentar;

  • Maior rentabilidade no desenvolvimento de receitas;

  • Praticidade no uso;

  • Bom custo benefício e economia para o consumidor.


O ovo desidratado, portanto, além de uma realidade possível, é uma opção segura e eficiente para quem gosta e quer manter o ovo em sua rotina alimentar - ou de produção de alimentos em escala industrial ou restaurantes.


Ficou interessado em testar os ovos desidratados? Que tal conhecer nossos produtos?